15 de jul de 2009

Edifício de 1930 é revitalizado no Centro Histórico

Localizado na esquina das ruas Pinto Bandeira e Voluntários da Pátria, o Edifício Eduardo Secco, inaugurado em 1930, foi recuperado com recursos da iniciativa privada. O prefeito José Fogaça acompanhou a entrega da obra e destacou o investimento como fator de influência para o restauro de outros prédios situados no entorno.

Listado como prédio de valor histórico pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico Cultural (Compahc), o prédio teve a reforma iniciada há três anos e recebeu acompanhamento dos órgãos municipais em todas as etapas da obra, que obedeceu à orientação e às regras do Compahc. “Uma restauração como esta vai desencadear uma influência positiva em toda a região.

O gesto do empresário sinaliza para a região que ele acredita nesse bairro e na revitalização do Centro. É uma lição para a cidade, um presente para Porto Alegre”, destacou o prefeito, ao lado da primeira-dama Isabela Fogaça e da presidente do Compahc, Rita Chang.Construído em estilo eclético, pelo projeto do arquiteto austríaco Egon Wiederhöfer, o mesmo que projetou o Viaduto Otávio Rocha, o prédio abrigava apartamentos nos três pavimentos superiores, desocupados desde a década de 70, e lojas no andar térreo.

"Restaurar vale a pena"

Com a reforma, foram recuperados os sistemas de iluminação, hidráulica, sonorização e climatização, recuperação dos ladrilhos hidráulicos dos pisos, fachada, ornamentos da fachada, corrimões, gradis, lustre do hall de entrada e vitrais. As aberturas são novas, preservando o estilo original. No total, foram investidos R$ 6 milhões na restauração total dos quatro pavimentos do edifício, que somam 2,4 mil metros quadrados.

“Estamos devolvendo à cidade um empreendimento digno de um momento importante da história de Porto Alegre. É preciso que os demais empresários reflitam que o processo de restauração vale a pena, inclusive economicamente”, afirmou o empresário Mário Espíndola, empreendedor do projeto de recuperação do Edifício Eduardo Secco.

A partir da revitalização, foram construídos seis grandes salões abertos nos andares superiores com recursos logísticos e de segurança, para serem locados para escolas, empresas ou escritórios. O andar térreo abriga seis lojas. (Informações da Prefeitura de Porto Alegre)

Nenhum comentário: